segunda-feira, 22 de setembro de 2014

O Cristo Redentor no Morro de Sapucaia (RS)


No início da década de 1940, houve um ambicioso projeto para a instalação de um grande monumento católico na região metropolitana de Porto Alegre. Trata-se do projeto de um Cristo Redentor no popular "morro do chapéu" ou Morro de Sapucaia, no atual município de Sapucaia do Sul (RS).

A ideia teria partido do então subprefeito Jorge Morais, quando a localidade ainda era distrito de São Leopoldo. O croqui apresentado tem a assinatura Casa Aloys - Arjonas.

O futuro Cristo Redentor de Sapucaia, que seria visível de vários pontos da região metropolitana, chegou a ser divulgado na mídia local em 1941 e o projeto foi aprovado pelo arcebispo D. Becker. A proposta foi absolutamente esquecida e jamais se concretizou.

FONTES: MOEHLECKE, Germano. O Vale do Sinos Era Assim. São Leopoldo: Rotermund, 1978.
AZZI, Riolando. Presença da Igreja Católica na sociedade brasileira, 1921-1979 
Acervo Hemeroteca Biblioteca Nacional http://hemerotecadigital.bn.br/

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Inauguração da igreja matriz de Rolante (RS) em 1950


No final do ano de 1950, o município de Rolante inaugurava sua "nova matriz".

Vitorino Zani foi arquiteto responsável pelo projeto, que emprega alguns elementos do neogótico numa composição eclética. Zani é responsável por boa parte da produção arquitetônica religiosa da época no Estado, sendo autor de obras importantes como a Igreja de São Pelegrino em Caxias do Sul e a Catedral São Luiz de Novo Hamburgo.

O prédio encontra-se preservado e situa-se em ponto privilegiado nas visuais urbanas de Rolante.


FONTE: Convite - Acervo de Diva Walzer Kuhn

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

A primeira Hidráulica de Cachoeira do Sul (RS)


Em 1918, o importante engenheiro sanitarista Saturnino de Britto visita Cachoeira para acertar a contratação de projetos para o abastecimento de água e esgotos da cidade. Deste plano geral, executou-se num primeiro momento um trecho inicial, que consiste na primeira Hidráulica do atual município de Cachoeira do Sul.
Este módulo constava da captação de água nas margens do rio Jacuí na altura do cemitério das irmandades, sendo recalcada por bomba centrífuga até um tanque de decantação, onde era arejada, batida, pré-filtrada e decantada; sendo então elevada a outro tanque de distribuição.
Em dezembro de 1920 foi lançada a pedra fundamental da hidráulica municipal, cuja pedra foi cimentada pelo intendente municipal, dr. Annibal Loureiro. As primeiras experiências da Hidráulica foram realizadas em setembro de 1921, e no dia 20 do mesmo mês foi finalmente inaugurada com festividades.
Curiosamente a água da primeira Hidráulica Municipal não agradou a todos. Os cidadãos acostumados com a limpidez da água das fontes anteriormente utilizadas resistia em acostumar-se às águas turvas distribuídas pela Hidráulica Municipal.
Posteriormente executou-se o restante do projeto original de Saturnino, sendo edificado o reservatório enterrado - R2 e o Chateau D’Eau. O reservatório e a fonte de decantação da primeira hidráulica são inventariados como patrimônio cultural e encontram-se à Praça Itororó, sem número.

Fontes:
Jornal O Commercio - em especial o de 28 de setembro de 1921
Acervo do Museu Municipal de Cachoeira do Sul